E S P E C I A L  | Vacinação

Parte 1: Dengue – não tome a vacina se nunca teve a doença

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) lista mais de 15 patologias que podem ser combatidas com a correta vacinação. É orientações que podem auxiliar tanto o cirurgião-dentista e seus pacientes quanto a população em geral. Acompanhe quais sintomas, a prevenção e o tratamento; quais doenças são combatidas com vacina e quando se imunizar, e quais vacinas devem ser tomadas de acordo com a idade e a fase da vida. As vacinas estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde do SUS.

Quem dispensa a vacina coloca a própria saúde em risco assim como a de parentes e demais pessoas com quem tem contato.

A primeira campanha em massa do país ocorreu há mais de 100 anos, idealizada pelo médico e bacteriologista Oswaldo Cruz, teve como objetivo controlar a varíola, enfermidade grave que matou muita gente, em especial no Rio de Janeiro. O último caso registrado da doença no país foi em 1971. A partir daí, o governo formulou o PNI para coordenar as ações  e combater mais de 15 enfermidades.

GRIPE – Não espere o inverno, o efeito da vacina da gripe demora de 2 a 3 semanas.

ALERTA PARA A DENGUE:

ANVISA restringe indicação da vacina para quem nunca teve dengue

Foram aprovadas três alterações na bula desse imunizante. Quem nunca foi infectado por esse vírus não pode mais receber as doses, segundo informação da Anvisa. Após pesquisas sugerirem que o imunizante da farmacêutica Sanofi, o único disponível no mundo contra essa doença, pode causar problemas a quem nunca foi infectado pelo vírus, o órgão regulatório optou por restringir seu uso.

A Anvisa reitera que a vacinação não causa a doença. As estimativas dão conta de que, a cada mil pacientes soronegativos (que nunca tiveram dengue) e que recebem as injeções, cinco serão internados. E duas a cada mil pessoas soronegativas vacinadas desenvolvem a forma mais severa dessa enfermidade – de novo, após entrarem em contato com o Aedes aegypti. Assim, a primeira alteração na bula é a contraindicação da vacina em indivíduos que nunca tiveram dengue.

Fonte: Renata Turbiani/ UOL Viva Bem.