A Comissão de Odontologia Hospitalar do Conselho Federal de Odontologia (CFO) analisou, no final do mês (26 e 27 de junho, em Brasília/DF), 121 processos de habilitação em Odontologia Hospitalar com base nas Resoluções 203/2019 e 204/2019, que atualiza as normativas acerca da regulamentação da habilitação na área e definição do exercício e da forma de atuação do cirurgião-dentista nos hospitais.

Coordenador da Comissão, Keller de Martini, explica que “a análise de processos de habilitação na Odontologia Hospitalar é um trabalho de todo o CFO e conta com o apoio de várias áreas”.

“Sempre que necessário, o trabalho conta com o apoio de várias áreas, a exemplo da Comissão de Ensino e dos setores de registro e jurídico do CFO. O mais importante é que os profissionais que estão sendo habilitados realmente possam estar capacitados para um ótimo atendimento à população”, destaca.

As resoluções 203 e 204/2019 foram anunciadas em maio deste ano, em Forteleza/CE, atualizando as normativas acerca da regulamentação da habilitação em Odontologia Hospitalar e definição do exercício e da forma de atuação do Cirurgião-dentista nos hospitais, alterando as resoluções 162 e 163/2015. O coordenador da Comissão explica que o fator mais importante foi a união para construção coletiva por boas práticas na Odontologia Hospitalar. “Com a publicação das normativas, o trabalho da pasta segue para buscar a consolidação da Odontologia Hospitalar.”

O trabalho é realizado pelo coordenadorc da pasta, Keller De Martini e pelos membros Frederico Eugenio, Jacqueline Webster e Lilian Aparecida Pasetti. O Coordenador-Geral das Comissões, o Vice-Presidente do CFO, Ermensson Luiz Jorge, também acompanhou os trabalhos.

Fonte: CFO
Por Werveson Ferreira –  Ascom CFO