Fatores de risco envolvem consumo de álcool, tabagismo e HPV, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), e chegam a 23 mil novos casos de câncer de boca e laringe por ano, no Brasil. Esta é a neoplasia mais comum em tumores de cabeça e pescoço e os homens são os mais afetados, estando ligados ao estilo de vida do paciente.

“Os principais fatores de risco são o tabagismo, o consumo e bebidas alcoólicas – – em especial as destiladas – e o sexo desprotegido, pela contaminação do vírus HPV”, conta o Dr. Murilo Neves, especialista em cabeça e pescoço da USP.

Os sintomas do câncer na região da cabeça e pescoço podem passar despercebidos, dificultando o início do tratamento para 60% dos pacientes. “Uma úlcera ou afta que não sara, uma mancha branca na mucosa, a rouquidão frequente, dor ou dificuldade para engolir ou qualquer coisa diferente que apareça, deve ser avaliada por um profissional”, diz o médico.