P E S Q U I S A

Justiça proíbe uso de animais em experimentos de odontologia da UEM/PR. A sentença foi proferida em razão de ação proposta pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), em 2011, que contava com cerca de 6 mil assinaturas.

Foi determinada multa diária de R$ 1 mil em caso de descumprimento. A sentença foi proferida em razão de ação proposta pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), em 2011, que contava com cerca de 6 mil assinaturas. Na ocasião, uma liminar foi deferida e impediu a UEM de usar animais em pesquisas.

O MP-PR justificou que os cães eram submetidos a intenso sofrimento, tanto no período pré, quanto pós-operatório, além do fato da eutanásia irregular porque não seguia o protocolo correto e que era feita por um leigo.

Na vistoria de 2011 o MP-PR, durante vistoria ao biotério, o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) contabilizou 14 cães, sendo 10 cachorros da raça beagle e quatro de raça indefinida.

O juiz afirmou que “além da pesquisa não ter se mostrado adequada, porque envolveu maus-tratos dos animais a ela submetida,  tampouco houve comprovação que a aplicação de suas conclusões em humanos apresente os mesmos efeitos do que nos cães ”.

Fonte Portal GMC Online