Os cientistas do MIT utilizaram Inteligência Artificial (IA) para descobrir um novo antibiótico que intitularam como primeiro do mundo. Os investigadores usaram um novo modelo de machine learning que é capaz de analisar mais de cem milhões de moléculas em apenas três dias.

A IA foi usada para atacar o problema da resistência aos medicamentos, no qual as bactérias não podem ser tratadas pelos antibióticos existentes. A utilização de IA na descoberta de medicamentos já está bem estabelecida, mas os investigadores do MIT disseram que o seu novo modelo de machine learning era significativamente mais preciso.

A utilizou de inteligência artificial pela equipa analisar cem milhões de moléculas de outros bancos de dados que contam com mais de 1,5 mil milhões de compostos, tendo identificado, também, 23 outros candidatos a novos antibióticos. Estão a ser realizados mais testes em oito moléculas que parecem ser particularmente promissoras.

Fonte: www.itinsight.pt