Boletim diário do Ministério da Saúde indicou no dia5/3 que Rio de Janeiro e Espírito Santo entram na lista com um caso cada do coronavírus. Outros 2 novos casos são em São Paulo, caracterizados como transmissão local. Brasil monitora 636 suspeitos e já descartou 378.

Com a confirmação desses casos, o Brasil possui agora 8 casos de coronavírus. Em analise mais um provável caso no Distrito Federal, que aguarda a contraprova de laboratório público de referência nacional.

Transmissão local – Os 2 casos de São Paulo têm relação com o primeiro caso de COVID-19 no país, chamado de paciente 1 e é considerado como transmissão local, restrita e circulando em um grupo de pessoas. Isso não significa que há transmissão comunitária, ou seja, que o vírus esteja circulando na sociedade sem conhecimento da sua origem. Por enquanto, é considerada transmissão local, pois está restrito e circulando em um grupo de pessoas.

“Estes dois casos estão relacionados entre si. Sabemos a origem da transmissão. Por isso são considerados transmissão local. Quando não conseguimos relacionar a transmissão com o caso já confirmado, ela é considerada transmissão comunitária. É o que ocorre em países como a China, Itália e Estados Unidos”, explicou Wanderson de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde.

Caso positivo no RJ- O caso do Rio de Janeiro também confirmado na tarde desta quinta-feira (5), trata-se de uma mulher de 27 anos com histórico de viagem pela Itália e Alemanha, em fevereiro. Por apresentar histórico de viagens para áreas endêmicas e ter sintomatologia, seguiu-se o plano de contingência do Ministério de Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde, com material encaminhado à Fiocruz, no Rio de Janeiro, que atestou positivo para coronavírus.

No Espírito Santo – O caso confirmado é também de uma mulher, de 37 anos, e histórico de viagem pela Itália. Ela apresentou sintomas e foi atendida na rede de saúde privada. A testagem foi realizada pela Fiocruz.