O Plenário do Senado pode votar nesta quarta-feira (27) o projeto de lei que abre linha de crédito especial para profissionais liberais, inclusive cirurgiões-dentistas, durante a pandemia de covid-19. Se for aprovado, o PL 2.424/2020, do senador Eduardo Girão (Podemos-CE), seguirá para a Câmara dos Deputados.

O texto destina, a princípio, R$ 5 bilhões para serem disponibilizados em condições facilitadas para profissionais de saúde que trabalham como pessoa física. Cada beneficiário poderá obter até R$ 100 mil, com juros de 2,5% ao ano e período de carência de 24 meses. A medida se destina a profissionais da área da saúde com ensino superior ou médio.

O projeto tem parecer favorável do relator, senador Omar Aziz (PSD-AM), na forma de um substitutivo. Entre as mudanças promovidas por ele estão a proibição de que os bancos que operarem os financiamentos neguem empréstimo por falta de garantia do tomador.

O presidente da ABCD Nacional, Silvio Cecchetto, explica que este Projeto de Lei tem como objetivo auxiliar os profissionais liberais que estão trabalhando na linha de frente contra a Covid-19, e ainda, aos que estão atuando limitadamente no atendimento emergencial, mesmo submetidos ao risco máximo de contaminação. Vale ressaltar o impacto econômico durante a paralisação das atividades dos profissionais autônomos, que promovem a promoção da saúde dos brasileiros.

Envolva-se – “É muito importante o envolvimento de toda a classe, enviando mensagens aos senadores do seu Estado solicitando o apoio na aprovação do projeto”, destaca Cecchetto.

Acesse o link com os dados dos Senadores, procure o seu Estado e envie mensagem pedindo apoio no link  https:///www25.senado.leg.br/web/senadores/em-exercicio. “Sua participação é de extrema importância nesta luta. Seguimos juntos e firmes”, afirma o presidente da ABCD.

Fonte: Agência Senado