Estudo da Harvard Medical School indica que o novo coronavírus pode estar em circulação na China desde agosto de 2019, de acordo com informação do dia 9/6. A pesquisa utilizou imagens de alta resolução provenientes de satélites que mostraram aumento excepcional na movimentação em estacionamentos de hospitais em Wuhan -e nos dados de buscas por sintomas relacionados à covid-19, como tosse e diarreia.

“O aumento do tráfego nos hospitais e nos dados de pesquisa dos sintomas apontados em Wuhan é anterior a dezembro de 2019, considerado o período de início da pandemia do novo coronavírus”, diz o estudo. “Embora não possamos confirmar se o aumento do volume está diretamente relacionado ao novo vírus, nossas evidências corroboram com outro estudo recente que mostra ocorrências anteriores ao episódio no mercado de peixes”.