Por: Thais Barletta Barros

Em uma situação como essa de pandemia, em que ninguém esperava passar por algo assim, o que nos resta é cuidar de si e de quem está próximo e ter esperança para que tudo seja o mais breve possível e todos saiam bem deste período. Cuidar do corpo, mente e alma é essencial nesse momento

Em relação à saúde, o que se pode fazer, já que ainda não há tratamento comprovado para

a COVID-19, é tentar fortalecer nosso sistema imunológico, onde encontra-se a defesa do organismo contra as infecções, pois a resposta contra as infecções virais, no caso, possivelmente também podem depender de um sistema imunológico mais fortalecido.

Primeira coisa a se pensar, é na qualidade de absorção da barreira do seu intestino – essa é uma das – senão  o obstáculo  mais importante –  contra as infecções, para auxiliar a melhora da função dessa proteção: dê prioridade para uma alimentação com alimentos de verdade, O que quer dizer, uma alimentação variada de produtos frescos, naturais, aquele que se compra na feira, no hortifrúti, quando possível priorizar os alimentos orgânicos e os alimentos de época. Inclua e varie entre as frutas, verduras, legumes, sementes, bons carboidratos e boas gorduras. Evitar ao máximo os alimentos ultra processados e industrializados. Frutas: preferencialmente sempre consumir com casca e bagaço, quando houver.

ALIMENTOS E NUTRIENTES

*ÔMEGA 3: peixes, castanhas, amêndoas, nozes, sementes de abóbora e girassol, chia, linhaça, algas marinhas. – ÔMEGAS ISENTOS DE METAIS PESADOS.

*SELÊNIO: oleaginosas, castanha do Pará/Brasil (1 unidade), sementes de girassol,frango, cogumelos, gema do ovo, sardinha, atum. Possui potente ação antioxidante e anti-inflamatória.

*ZINCO: semente de abóbora, gergelim, noz pecan, nozes, ostras, lagosta, carne bovina magra,ovos,mariscos, frango, castanha do Pará.

*Vitamina C: goiaba, acerola, kiwi, abacaxi, limão, mamão, caju, morango, laranja, brócolis, frutas vermelhas (boas opções são as polpas congeladas, rótulo onde só contenha água e a fruta), tomate, salsinha, rúcula, agrião, espinafre, taioba. Vitamina com alto teor antioxidante, protege contra infecções e estimula a formação de anticorpos.

*Vitamina D: TOMAR SOL diariamente, consumir peixes, ovos, sardinha fresca, atum fresco, arenque, cavalinha, linguado e bacalhau.

*Vitaminas do Complexo B: ovos, carne branca magra, inhame, nozes, fígado, leite e derivados, cereais integrais como arroz integral,quinoa, amaranto, trigo sarraceno integral, aveia integral, algas marinhas. A B12 participa do desenvolvimento dos glóbulos vermelhos no sangue e A B6 pode contribuir na produção de anticorpos, essenciais para o fortalecimento do sistema imune.

*Vitamina E: azeite de oliva extra virgem, abacate, semente de girassol e de abóbora, castanha de caju, pistache.

*Ferro: vegetais verdes escuros, como couve, taioba, rúcula, espinafre, leguminosas como feijão, lentilha, feijão azuki, carnes em geral. Associar uma fonte de vitamina C, inserir limão na salada ou comer uma fruta em seguida potencializa a absorção do ferro no organismo.

*Vitamina A: cenoura, abóboras, ovos, batata doce, damasco, manga, mamão, leite e derivados. Auxilia na regulação do sistema imunológico.

Incluir diarimente ervas, especiarias e temperos frescos: cúrcuma, gengibre, alho, cebola, chá de camomila, hortelã, melissa, erva doce.

IMPORTANTE: BEBA ÁGUA!!


*Thais Barletta Barros é nutricionista funcional, pós-graduda pela VP-SP, referência e pioneira Nutricâo Funcional no Brasil. Especializada em Gastronomia pelo Senac – Águas de S. Pedro (SP). Atuou durante 8 anos como voluntaria em ong produtora de alimentos orgânicos. Apresentação de artigo científico no Congresso Conan-Coman(Ouro Preto- MG). – thaisbbarros@uol.com.br


Referências bibliográficas:

Atividade imunomoduladora da dioscorina, a proteína de armazenamento do tubérculo do inhame (Dioscoreaalata cv. Tainong No. 1) Yen-Wenn Liu, Huey-FangShang, Chung-Kwe Wang, Feng-LinHsu, Wen-Chi Hou Toxicologia Alimentar e Química, ELSEVIER, Novembro de 2007.

Lei YM, Nair L, Alegre ML. The interplaybetweenthe intestinal microbiota andtheimmune system. Clin Res HepatolGastroenterol. 2015 Feb;39(1):9, 2019.

YAHFOUFI, N; ALSADI, N; JAMBI, M. et al. The ImmunomodulatoryandAnti-inflammatory Role ofPolyphenols. Nutrients; 10(11), 2018.

  • Brodin P, Davis MM. Humanimmune system variation. Nat RevImmunol. 2017; 17 (1): 21-29.
  • Hernández-Santos N, Klein BS. Throughthescopedarkly: thegutmycobiome comes intofocus. Cell Host Microbe. 2017;22(6):728-729.
  • Wu D, Lewis ED, Pae M, Meydani SN. Nutritionmodulationof imune function: Analysisofevidence, mechanisms, andclinicalrelevance. Front Immunol. 2019 Jan 15;9:3160.