Em face da pandemia, o CFO amplia a divulgação do Manual de Odontologia Hospitalar, lançado pelo CRO-MT. A proposta é que o documento seja uma referência para cirurgiões-dentistas e população, na compreensão da importância da assistência odontológica prestada à pacientes em regime de internação hospitalar. As informações são voltadas para manutenção da saúde bucal e melhoria da qualidade de vida.

Gratuito – De acesso fácil e gratuito, a publicação abrange o conjunto de ações preventivas, diagnósticas e terapêuticas de doenças orofaciais, manifestações bucais de origem sistêmicas ou de sequelas de seus respectivos tratamentos, em pacientes em ambiente hospitalar (internados ou não) ou em assistência domiciliar. E mais: intensifica o entendimento sobre o papel do cirurgião-dentista, de acordo com a patologia do paciente.

O presidente do CFO, Juliano do Vale, esclarece que o Manual de Odontologia Hospitalar está de acordo com a produção técnica protocolar elaborada pela Autarquia desde o início da pandemia de Covid-19. “Essa publicação soma-se ao trabalho realizado pelo CFO, não somente neste período de pandemia, mas também na rotina da autarquia, que conduz o debate em caráter permanente, com subsídio técnico da Comissão de Odontologia Hospitalar, para fomentar avanços necessários em diversas frentes”, esclareceu.

Incentivo – O CFO também parabeniza, apoia e é receptivo às instituições de ensino, entidades de classe e Conselhos Regionais no trabalho criterioso e de competência técnica para, cada vez mais, agregar informações importantes aos cirurgiões-dentistas, profissionais auxiliares e técnicos em saúde bucal neste momento de pandemia. Para o CFO, todos os esforços são bem-vindos para maior credibilidade, segurança e confiança, tanto para os profissionais de Odontologia, quanto para seus pacientes. Importante ressaltar, ainda, que esses conteúdos também são submetidos à avaliação técnica de Comissões específicas do CFO, conforme área de atuação, antes da visibilidade nacional.

CLIQUE AQUI e confira o Manual de Odontologia Hospitalar.

Fonte CFO/ Ascom CFO/imprensa@cfo.org.br