A nutrição alimentar e a saúde bucal caminham lado a lado, o que comprova o velho ditado de que “a saúde começa pela boca”. Uma boa alimentação é responsável por dar energia suficiente para o dia, evitar doenças, melhorar o humor, retardar o envelhecimento e também melhorar a saúde bucal, segundo a presidente da Câmara Técnica de Odontopediatria do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp), Sylvia Lavínia.

Deficiência – A deficiência de vitaminas A, C e D pode afetar a saúde bucal, resultando em casos de hipoplasia e/ou opacidade. Na primeira condição ocorre uma alteração do esmalte dentário que reduz sua espessura e na outra, o esmalte se apresenta com uma translucidez de grau variável que influi diretamente na coloração dos dentes, embora não ocasione perda de esmalte. Outra consequência da insuficiência de vitamina D pode ser a calcificação inadequada dos dentes, que pode resultar em um esmalte com menor qualidade, mais suscetível à doença cárie.

Os sais minerais também possuem um papel importante na saúde bucal, pois são eles os responsáveis pela formação de tecidos moles e dentários, bem como da mucosa oral.

Junk foods – Apesar de muitos apontarem o açúcar como vilão da saúde bucal, ele não é o único alimento que pode provocar lesões aos dentes. Os carboidratos, os adoçantes, bebidas fermentadas e os famosos “junk foods” – alimentos carregados de produtos químicos – também são responsáveis pelo desgaste e por problemas bucais. “Não somente o tipo de alimento, mas a frequência com a qual ele é consumido, assim como a ausência da higiene bucal devem ser levadas em consideração”, alerta a cirurgiã-dentista. Ela reforça também que, assim como a alimentação é responsável pela saúde bucal, o contrário também é verdadeiro. E não é só a ausência de dentes que reduz a capacidade mastigatória. “Lesões de cárie, má oclusão e até as alterações causadas pela falta de nutrientes – como hipoplasias e lesões nos tecidos moles – podem comprometer a nutrição e digestão dos alimentos”, comenta Sylvia.

Por isso, considerando que o processo digestivo começa na boca, através da mastigação, e que a saliva tem um papel importante desde o início, é fundamental o acompanhamento regular do cirurgião-dentista e visita  à nutricionista para manter a saúde sempre em dia.

Fonte: CROSP – www.crosp.org.br.