O Global Ranking of Academic Subjects, que faz a classificação mundial do ensino odontológico, colocou a Universidade de São Paulo (USP) em 10º lugar na produção de artigos científicos publicados em periódicos indexados. O Global Ranking of Academic Subjects considera a produção de artigos científicos com publicação em periódicos e revistas científicas com reconhecimento internacional, o impacto dos artigos indexados no Science Citation Index, a extensão da colaboração internacional e o número de docentes premiados internacionalmente.

No total, mais de 4 mil universidades foram analisadas em âmbito mundial, em 54 áreas, de cinco campos centrais: Ciências Naturais, Engenharia, Ciências da Vida, Ciências Médicas e Ciências Sociais. A Academic Ranking of World Universities (ARWU), que realiza essa avaliação desde 2003, é considerada uma das precursoras em rankings de universidades mundiais, com publicação no Shanghai Jiao Tong University.

O reconhecimento odontológico internacional remete, ainda, ao cenário de pandemia de Covid-19. Pesquisas científicas de cirurgiões-dentistas brasileiros (artigos, relatórios, entre outros) ganharam visibilidade mundial na luta contra o novo coronavírus. A produção científica brasileira fundamentou informações protocolares, desde conhecimentos sobre infecção cruzada e infecções respiratórias, até os cuidados com biossegurança em procedimentos odontológicos para pacientes, consultório odontológico, equipe auxiliar e o próprio cirurgião-dentista, destaca o presidente do CFO, Juliano do Vale, que parabenizou a Universidade de São Paulo e todos os profissionais que contribuíram para a excelência e reconhecimento do ensino odontológico em âmbito mundial. “Essa classificação é motivo de orgulho para todos nós que trabalhamos pela valorização da Odontologia nacional. Orgulho, inclusive, porque nesse momento contamos com a atuação de uma cirurgiã-dentista na função de pró-reitora de Cultura e Extensão da USP, a professora Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado”, destacou.

Fonte CFO