A Federação Dentária Internacional (World Dental Federation –WDF) comemorou a declaração oficialmente adotada pelos líderes mundiais na Reunião de Alto Nível da ONU sobre a Cobertura Universal de Saúde, realizada em setembro. A FDI saúda o fato, “há muito atrasado” de fortalecer a saúde oral no documento.

“A saúde oral é uma das áreas mais negligenciadas da saúde geral, por isso aplaudimos os líderes mundiais por este compromisso inovador que dá dentes à Declaração Política da ONU, disse o presidente do FDI, Dr. Gerhard Seeberger. “É agora vital que a Declaração seja convertida em ação concreta e sustentável a nível mundial”, destacou o dirigente.

Afeta 3,58 milhões – A saúde oral é essencial para a saúde e o bem-estar em todas as fases da vida, mas a má saúde oral continua a ser uma epidemia silenciosa que aflige cerca de 3,58 mil milhões de pessoas – mais da metade da população mundial. Doenças orais, como cárie dentária, doença gengival e câncer oral, são as formas mais comuns de doenças não transmissíveis evitáveis e afetam as pessoas ao longo da vida, causando dor, desconforto, desfiguração e até mesmo morte. Os principais fatores de risco para doenças orais incluem o uso de tabaco, o uso prejudicial do álcool e o consumo de açúcar.

Tratável, mas aumentou 38% – Embora a maioria das doenças orais seja evitável, estima-se que o número de pessoas com doenças orais não tratadas aumentou 38% desde 1990 e as doenças orais são a 4ª doença mais cara para tratar.

Fonte: Médico Dentista Medicina Dentária (Portugal)