A Organização Mundial da Saúde e o Fundo Global de Luta contra a AIDS, Tuberculose e Malária assinaram um acordo de cooperação e financiamento para implementar 10 iniciativas estratégicas para acelerar o fim da AIDS, tuberculose e malária como epidemias e fortalecer os sistemas de saúde. Este novo acordo, que cobrirá o período de implementação 2021-2023, visa abordar alguns dos desafios persistentes que impedem o progresso contra as três doenças e proteger os ganhos conquistados com dificuldade em novas pandemias como a COVID-19.

Em 2019, um total de 1,4 milhão de pessoas morreram de tuberculose e cerca de 409.000 pessoas morreram de malária. Em 2020, 690.000 pessoas morreram de doenças relacionadas à AIDS.

Por meio do novo acordo, as iniciativas estratégicas buscam:

  • Expandir o tratamento preventivo da TB para pessoas que vivem com HIV em 9 países da África;
  • Reforçar os esforços para fornecer serviços diferenciados de HIV;
  • Acelerar os esforços para encontrar pessoas com TB que não são atendidas pelos sistemas de saúde em 20 países;
  • Acelerar a introdução de inovação para o tratamento de tuberculose multirresistente por meio de pesquisa operacional regional na Europa Central e Oriental;
  • Apoiar 26 países e territórios para eliminar a malária até 2025;
  • Melhorar a coleta e uso de dados do país para desenvolver políticas baseadas em evidências;
  • Promover a rápida aceitação de inovações na prestação de serviços com South to South Learning;
  • Melhorar a qualidade do atendimento;
  • Encorajar a rápida aceitação da inovação na gestão da cadeia de suprimentos e compras; e
  • Aumentar a sustentabilidade do programa, facilitar a transição para o financiamento interno e melhorar a eficiência do programa.

A OMS e o Fundo Global têm uma parceria longa e bem-sucedida trabalhando juntos para ampliar as intervenções de HIV, TB e malária e fortalecer os sistemas de saúde em muitos países. Por meio de esforços concentrados e investimentos catalíticos, esta colaboração tem contribuído para reduzir significativamente a carga de doenças do HIV, TB e malária em todo o mundo, salvando milhões de vidas desde 2002.

“A pandemia COVID-19, mais do que nunca, reforça a necessidade de fortalecer nossa parceria para atingir nossos objetivos comuns de acabar com a epidemia”, disse o Dr. Mubashar Sheikh, Diretor, Escritório do Diretor Geral Adjunto da OMS. “Este acordo apóia os países a desenvolverem respostas mais eficazes às epidemias de HIV, tuberculose e malária e construir os sistemas de saúde resilientes de que precisam para alcançar os mais vulneráveis.”

“Juntos, a OMS e o Fundo Global provaram ser uma força poderosa que se baseia em forte apoio no país e presença regional, liderança técnica e recursos financeiros para fortalecer os sistemas de saúde e acelerar o fim da AIDS, tuberculose e malária como epidemias, ”Disse Michael Byrne, Chefe de Assessoria Técnica e Parcerias do Fundo Global. “Este novo acordo ajudará a superar os múltiplos desafios causados ​​pela pandemia COVID-19, salvaguardar e expandir os programas de HIV, TB e malária.”

Fonte: OMS
https://www.who.int/news/item/30-06-2021-who-and-global-fund-sign-cooperation-agreement-to-scale-up-hiv-tb-and-malaria-interventions-and-strengthen-health-systems?fbclid=IwAR0rbtnnbU1T3z7tME7qPhpE7qs-iJPCU4V9ttCTUVPQuN442Uc-Apr_Qjo#.YNycqC6nDX0.facebook
Imagem: WHO / Tseday Zerayacob