Fundada em 1952 por Manoel do Amaral Baumer, quando ele tinha apenas 22 anos, a Baumer começou sua trajetória como uma empresa de autopeças. Entretanto, um acidente de carro sofrido por sua esposa mudaria a história da empresa. Como naquela época os materiais ortopédicos eram importados e de difícil acesso, ele passou a produzi-los e fornecê-los aos cirurgiões ortopédicos, incluindo os especialistas que atendiam sua esposa, com mais velocidade e rápidas atualizações.

Foi o começo de uma história de quase 70 anos no mercado nacional, sendo a maior fabricante de próteses ortopédicas da América Latina e com 12 unidades de negócio. Uma história cheia de desafios, conquistas e de aprimoramento contínuo de sua marca e de seus produtos. De implantes e instrumentos ortopédicos a um portfólio com mais de 5 mil soluções, em diversas áreas da saúde. Crescimento acelerado, investimento no capital humano e a incorporação de ideias, inovações e tecnologias fazem parte do DNA da companhia, sempre com ética e qualidade.

Com parque fabril em Mogi Mirim, interior de São Paulo, a Baumer conta com equipamentos de última geração e uma equipe de profissionais altamente qualificados que desenvolvem e fabricam produtos com precisão, segurança e alta qualidade, além de uma posição de destaque em outros segmentos do mercado em que atua: esterilização, biomateriais e produtos para centro cirúrgico.

Mais do que uma história de sucesso, uma história de vida que evoluiu para uma trajetória empresarial baseada no compromisso com a saúde, oferecendo soluções em prol da alegria, da esperança, das conquistas e da realização das pessoas.

Pandemia que abre mercados

Uma das várias tecnologias disponíveis da Baumer é a de esterilização e de controle de infecção para hospitais, indústrias e laboratórios. Com a chegada da pandemia, a empresa usou todo seu know how e inovou no desenvolvimento do Purifica (foto), um equipamento que captura e trata o ar, reduzindo a carga viral e bacteriana do ambiente, garantindo uma saída de ar 99,9% mais limpo.

Sempre antecipando as necessidades do mercado, a Baumer criou uma linha deste produto, com vários modelos que podem ser utilizados em escritórios, academias, igrejas, comércio, escolas e residências. Nasceu aí a Divisão Purifica – Ambiente Seguro.  Segundo o presidente, Ruy Baumer, a ideia partiu da esposa que sugeriu a comercialização no mercado não médico. “Desenvolvemos o produto em duas semanas, em um mês as linhas e mais um mês e meio até o protótipo”, explica.

Uma equipe de oito pessoas ficou encarregada dos modelos, projetos, sistemas de comercialização, além do Marketing, Comercial, Produção, Desenvolvimento e Vendas. A linha Purifica foi feita com 100% de recursos da Baumer e tem site dedicado para a comercialização do produto (purifica.net).

Ajustar e manter as operações

Mesmo lançando e desenvolvendo produtos, a Baumer fez adaptações para manter a sustentabilidade da empresa. “Estávamos em uma situação que nunca passamos. Continuar operando e dando suporte aos Hospitais, sem saber o que iria acontecer. Reunimos a direção para avaliar como manteríamos a empresa funcionando e garantir a segurança de nosso pessoal. Precisávamos tomar providências rápidas e efetivas. Fizemos os ajustes, eliminamos despesas, reduzimos custos, trabalhando 24 horas por dia e 7 dias da semana”, lembra o presidente.

Segundo ele, um dos grandes desafios foi equilibrar os recursos e, ao mesmo tempo, buscar oportunidades de negócio no mercado. “Continuamos nos preparando, inovando, nos atualizando, e cuidando dos nossos funcionários, clientes e fornecedores”, completa. Neste período, a Baumer continua criando, melhorando parcerias com distribuidores, realizando treinamentos em distância, e já pensando de que forma ocorrerá o retorno ao trabalho, já que são 12 áreas de negócios e boa parte delas operando em formato remoto.

Baumer destaca que durante este período, os pontos fortes da empresa foram a resiliência, a flexibilidade, o trabalho conjunto e as inovações. “A nossa capacidade de adaptação foi surpreendente. Depois de quase 70 anos nos tornamos várias startups com as equipes focadas na busca de soluções, além de executarmos várias ações simultaneamente. Está sendo bem interessante”.

Perspectivas para o amanhã

O presidente da Baumer diz que ainda há muito trabalho pela frente e vê muitos obstáculos após o período da pandemia. “A indústria, em geral, tem perdido ao longo dos anos a representatividade, principalmente no mercado internacional, do qual o Brasil ficou altamente dependente. Temos plenas condições de reagir e a pandemia deixou isso muito evidente. A questão é a que custo?”, indaga.

De acordo com Baumer, os custos do Estado não diminuirão e acredita que o país será ainda mais onerado para produzir e trabalhar.

Ruy Baumer
Presidente da Baumer

“O custo Brasil impede de sermos competitivos no mundo. Temos um trabalho enorme para fazer negócios, perdemos tempo com a burocracia, contornando dificuldades contra normas e regulações. Continuamos aumentando nossa competitividade em um ambiente de negócios cada vez mais crítico e difícil. Se conseguirmos reduzir os entraves, nosso setor será uma potência. Senão nos tornaremos meros comerciantes, no nosso eterno pais do futuro.”

 

Vídeo da Baumer   https://youtu.be/rkrO2jSaeY4
Fonte: Abimo/Panorama.abimo.org.br