Segundo o pesquisador e médico Kevin Pearlstein (foto), da Universidade da Carolina do Norte (EUA), doses mais baixas da radioterapia (RT), melhoram a qualidade de vida do paciente e reduz os custos gerais do tratamento em 22% – 33%para a radioterapia e 50% nos cuidados pós-tratamento. A fala, a dor e a socialização são itens que retornam aos níveis básico após 3 a 6 meses.

Os estudos foram apresentados na reunião da Sociedade Americana de Oncologia de Radiação (Astro) durante uma sessão sobre a melhoria dos resultados, minimizando a toxicidade no câncer orofaríngico associado ao HPV.

Os efeitos colaterais comuns em longo prazo, como a saliva pegajosa, o paladar e a capacidade de engolir não voltaram à linha de base no período de 3 a 6 meses, mas continuaram a melhorar entre os 12 e 24 meses. Pearlstein observou que a deglutição levou mais tempo para voltar à linha de base, tipicamente entre 1 a 3 anos. Isso significa que há possibilidade de pode haver melhoras nesses sintomas com acompanhamento em longo prazo.

Mais informações:
Oral Cancer Foundation/ MedPage Today e “Lowering Radiation Dose Could Improve QoL, Cut Costs in Oral Cancer”