Cadastre seu e-mail

 
Ano X nº 151 -

Agenda grátis

Clima/Tempo

Concursos

Cotações/Moedas

Horóscopo

Portal da Câmara

Portal do Consumidor

Viagens

CORPO&CUCA

03/03/2010

 

 

Como emagrecer depois da gravidez?

Com tanta dedicação ao seu bebê recém-nascido, fica difícil tentar acabar com os quilinhos extras que você ganhou durante a gravidez. Faz parte, toda mulher passa por isso e, com dedicação, logo você estará cabendo naquela sua calça jeans skinny. Veja nossas dicas.

Amamente – A amamentação ajuda na redução do peso pós-parto. Segundo a professora de nutrição Thelma Fernandes Feltrin Rodrigues, da Uninove, a mulher tem um gasto energético elevado para produzir o leite: são cerca de 900 calorias a cada litro. “Além disso, os processos de produção e de liberação do leite estimulam as contrações uterinas, auxiliando o retorno ao tamanho original do órgão”, explicou a professora à revista Pais & Filhos.

Não descuide da alimentação – Afinal, tudo o que você come é utilizado pelo seu corpo para produzir o alimento do bebê. “A mulher que está amamentando não deve fazer dietas com grandes restrições calóricas, para não prejudicar a oferta de nutrientes ao bebê, como cálcio e vitamina D“, explicou Thelma. A montagem do cardápio deve ter a supervisão de um nutricionista.

Siga uma dieta equilibrada – E variada, com verduras, frutas, legumes, cereais, leguminosas, carnes e laticínios. Beba bastante líquido e evite alimentos muito calóricos e pouco nutritivos, como doces, frituras e refrigerantes. Uma boa alimentação faz toda a diferença na hora de perder peso, já que, nessa fase, não dá pra pegar muito pesado com os exercícios.

Faça exercícios leves – Para quem sempre se exercitou, inclusive durante a gestação, basta esperar uma semana antes de voltar ao ritmo anterior. Já as pessoas sedentárias precisam esperar o restabelecimento do parto, que leva em média, 20 dias. “Para a redução de peso, a atividade mais recomendada é a aeróbica, como caminhar, andar de bicicleta, correr ou nadar. Porém, o alongamento, a ioga e o relaxamento também são importantes para o período do puerpério”, explicou a professora Fernanda Varkala, coordenadora do curso de Fisioterapia da Uninove.

 

Fonte: Revista Pais & Filhos

 

 

 

VEJA MAIS EM CORPO&CUCA

 

3º Setor | Anuncie | Arquivo JSO | Bastidores | Estatística | Expediente | Legislação | Fale com o JSO | Mural/Cartas | Utilidade Pública

Copyright @ 1999 Edita Comunicação Integrada. Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização por escrito.
Melhor visualização 1024x768pixels