Ano X nº 147  -

Últimas Notícias

Artigos/Crônicas

Bastidores

Cash

Corpo&Cuca

Editorial

Empresas

Lazer&Cia

Mural/Cartas

Na Rede

Pesquisa&Tecnologia

Profissão

Saúde

Saúde Bucal

3º Setor

Utilidade Pública

SERVIÇOS

Anuncie

Expediente

Fale com o JSO

Arquivo JSO

Legislação

Estatística

LINKS ÚTEIS

Agenda grátis

Clima/Tempo

Concursos

Cotações/Moedas

Horóscopo

Portal da Câmara

Portal do Consumidor

Viagens


Mal-humorados lidam melhor
com dificuldades, diz estudo

Um estudo realizado na Austrália indica que pessoas mal-humoradas tendem a lidar melhor com situações difíceis do que aquelas que vivem mais felizes. A pesquisa da Universidade de Nova Gales do Sul, e publicada na revista especializada Australasian Science Magazine, mostra ainda que os mal-humorados são menos ingênuos e melhores em tomar decisões. "Enquanto a alegria fomenta a criatividade, a flexibilidade e a cooperação, a melancolia alimenta a atenção e o pensamento cauteloso", disse à revista o psicólogo Joe Forgas, chefe da equipe que realizou o estudo. Segundo ele, isso ocorre porque o cérebro das pessoas mal humoradas promove "estratégias de processamento de informações".

Tarefas – Na pesquisa, o psicólogo pediu para que voluntários assistissem a diferentes filmes e refletissem sobre acontecimentos positivos e negativos de suas vidas, em uma tentativa de colocá-los de bom ou de mau humor. Em seguida, os voluntários tinham de realizar uma série de tarefas, como julgar a veracidade de algumas histórias e relatar eventos a que assistiram.

Os que estavam mal-humorados obtiveram melhores resultados que os bem-humorados, ao errar menos e se comunicar melhor. "Até mesmo um humor moderadamente negativo pode promover um estilo de comunicação mais concreto, acomodativo e mais bem-sucedido", disse o cientista.

Fonte: G1

 

 

 

Ed.147-10/11/2009

 

 

Veja mais notícias de PESQUISA&TECNOLOGIA

 


Copyright © 1999 Edita Comunicação.Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado,
transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização por escrito