Cadastre seu e-mail

 
Ano X nº 152 -

Agenda grátis

Clima/Tempo

Concursos

Cotações/Moedas

Horóscopo

Portal da Câmara

Portal do Consumidor

Viagens

Saúde

Edição 152 - 01/04/2010

 

Tabagismo: vilão das doenças respiratórias

O tabagismo é responsável pelo desenvolvimento e pela perpetuação do processo inflamatório das vias aéreas, desencadeando uma série de doenças, como a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), as neoplasias pulmonares e as doenças intersticiais, além de agravar a evolução da asma.

Segundo a presidente da Sociedade Cearense de Pneumologia e Tisiologia (SCPT) e membro da Comissão de Tabagismo da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), Maria Penha Uchoa Sales, pacientes de doenças pulmonares devem ser informados sobre a evolução e prognóstico de sua doença, assim como sobre a necessidade de adesão ao tratamento. A especialista explica também que é importante conhecer os fatores de risco e evitá-los, assim como saber reconhecer os momentos de crise e quando é necessário procurar emergência médica.

Um dos fatores de risco, mesmo para quem não fuma, é a fumaça do cigarro. A irritação ocular é imediata em 80% dos casos, acompanhada de dor na garganta, dor de cabeça e tosse. Esse risco se estende para infecções respiratórias de repetição e morte súbita na infância. Para aqueles que convivem com o tabaco e não são fumantes, há um aumento de 30% da chance de desenvolver câncer do pulmão e 24% para o infarto agudo do miocárdio.

Algumas doenças causadas pelo tabagismo são: a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) - Caracteriza-se pela combinação de bronquite crônica e do enfisema pulmonar, com predominância de um ou de outro. Cerca de 85% dos portadores de DPOC são fumantes. É a quinta causa de internação no Sistema Único de Saúde, com gasto de cerca de 72 milhões de reais. Está entre as dez principais causas de óbito nos brasileiros; Doenças Intersticiais pulmonares - Geralmente são caracterizadas pela presença de tosse seca, dispneia progressiva, distúrbio ventilatório na função pulmonar, entre outros comprometimentos; Câncer de pulmão - O tabagismo é o principal fator de risco, presente em até 90% dos casos. Em 2000, o câncer de pulmão matou mais mulheres do que o câncer de mama, ovário e útero combinados.

 

 

 

VEJA MAIS SOBRE SAÚDE

 

3º Setor | Anuncie | Arquivo JSO | Bastidores | Estatística | Expediente | Legislação | Fale com o JSO | Mural/Cartas | Utilidade Pública

Copyright @ 1999 Edita Comunicação Integrada. Todos os direitos reservados.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização por escrito.
Melhor visualização 1024x768pixels