Ano X  nº 147  -

Últimas Notícias

Artigos/Crônicas

Bastidores

Cash

Corpo&Cuca

Editorial

Empresas

Lazer&Cia

Mural/Cartas

Na Rede

Pesquisa&Tecnologia

Profissão

Saúde

Saúde Bucal

3º Setor

Utilidade Pública

SERVIÇOS

Anuncie

Expediente

Fale com o JSO

Arquivo JSO

Legislação

Estatística

LINKS ÚTEIS

Agenda grátis

Clima/Tempo

Concursos

Cotações/Moedas

Horóscopo

Portal da Câmara

Portal do Consumidor

Viagens

ABO alerta para uso responsável do flúor

Em consonância com as resoluções mais recentes da Federação Dentária Internacional (FDI) sobre o assunto, a Associação Brasileira de Odontologia (ABO) defende a escovação frequente dos dentes com creme dental fluoretado como método mais eficiente para a prevenção da cárie, mas alerta para os riscos do uso excessivo do produto em crianças com menos de 5 anos de idade. Para elas, recomenda-se pequenas quantidades de pasta, para que se evite a fluorose dentária.


Lubiana, da ABO

Distúrbio provocado pela ingestão prolongada de flúor, a fluorose se caracteriza pela opacidade do esmalte, primeira camada dos dentes, podendo apresentar manchas esbranquiçadas ou amareladas – estas, ocasionadas pelo contato com pigmentos alimentares. Crianças estão mais expostas à fluorose entre os 15 e 30 meses de idade – logo, nesse período a atenção dos pais quanto ao uso do flúor na higiene oral dos filhos deve ser ainda maior. “A escovação dos dentes das crianças deve ser supervisionada por adultos conscientes dos riscos da ingestão excessiva e prolongada de flúor, substância de extrema importância para a saúde bucal, mas que, como costuma ser quando se trata de saúde, deve ser utilizada de forma responsável”, alerta o presidente nacional da ABO, Norberto Francisco Lubiana.

Apesar dos cuidados, a eficiência do flúor na promoção da saúde bucal, quando utilizado com responsabilidade, vem sendo confirmada desde 1950 em mais de uma centena de experiências com crianças, adultos e idosos. Por conta disso, a ABO defende a fluoretação das águas de abastecimento no Brasil, propondo o ajuste da concentração do flúor no fornecimento de água em níveis recomendados para ótima saúde bucal. Mais de 350 milhões de pessoas, em 30 países, recebem os benefícios da água fluoretada, segundo dados da FDI.

 

Ed147: 13112009

 

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SAÚDE BUCAL

 
 

Copyright © 1999 Edita Comunicação.Todos os direitos reservados. Este material não pode ser publicado,
transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização por escrito